O Que É A Cirurgia de Histerectomia e Quando é Necessário Recorrer a Ela?

Compartilhe este post

Você sabe o que é a cirurgia de histerectomia e quando é necessário recorrer a ela? Se a resposta for negativa, não precisa se preocupar. Nós da VidaBemVinda, iremos te ajudar a entender como funciona esse tipo de procedimento e nos colocar à disposição para que você possa solucionar o seu problema em uma clínica especializada como a nossa. 

A histerectomia é uma cirurgia ginecológica que consiste na remoção do útero da mulher, podendo ser feita por diferentes vias, como a laparoscópica, pelo abdômen ou por via vaginal, conforme a necessidade identificada pelo médico especialista. 

Continue lendo este artigo e descubra como a VidaBemVinda pode te ajudar!

O que é cirurgia histerectomia?

Como dito anteriormente, a cirurgia de histerectomia é feita para retirada do útero, mediante a análise médica e a identificação de patologias que requerem esse tipo de procedimento. 

De acordo com a gravidade da doença existente no útero, a histerectomia é classificada em três níveis, sendo eles:

  • histerectomia total: onde será retirado todo o útero, incluindo o corpo e o colo uterino;
  • histerectomia subtotal: também conhecida como cirurgia parcial, é retirado apenas o corpo uterino, mantendo o colo, a fim de reduzir os riscos e complicações durante a operação, dependendo da avaliação médica;
  • histerectomia radical: além de ser retirado o útero na sua totalidade, também é feito a remoção dos ligamentos e da porção superior da vagina, acontecendo em casos de doenças malignas, como o câncer. 

No entanto, esses tipos de cirurgias também dependerão da vontade das mulheres de terem filhos ou não, além da gravidade da doença que estão enfrentando. 

Quando é indicado a cirurgia de histerectomia?

A cirurgia de histerectomia é indicada, no último caso, de doenças malignas ou que não podem ser curadas com tratamentos clínicos, ou seja, por meio de remédios. Inclusive, ela foi durante muitos anos o único tratamento para algumas patologias benignas ginecológicas, mas com o surgimento de procedimentos menos invasivos, se tornou menos utilizada. 

A decisão de fazer a remoção do útero, será baseada na decisão do médico, pensando na patologia em causa, a respostas dos tratamentos e na idade da mulher. 

Sendo assim a histerectomia deve ser necessária em casos de:

  • mioma, sendo a principal causa;
  • adenomiose;
  • endometriose;
  • sangramento vaginal anormal;
  • prolapso uterino;
  • câncer. 

Como é feita a cirurgia de histerectomia?

Esta operação é sempre feita com sedação da paciente, sendo realizada por, em média, duas horas e feita por três vias, dependendo da avaliação do médico,  como: 

  • laparoscópica: é realizada através de pequenas incisões na parede abdominal, onde  é introduzida uma câmera óptica e os instrumentos na cavidade pélvica;
  • abdominal: também conhecida como via aberta, é feita por meio de uma incisão na parede abdominal, que pode ser longitudinal ou transversal;
  • vaginal: indicada principalmente para casos de prolapso uterino, sem aberturas abdominais, sendo que o útero é retirado pela vagina. 

Cirurgia de histerectomia — Como a VidaBemVinda pode te ajudar?

Na VidaBemVinda, você terá médicos especialistas para a identificação de doenças uterinas e o encaminhamento para a realização da cirurgia de histerectomia. 

Parte da equipe de ginecologistas da VidaBemVinda é especializada em Endoscopia Ginecológica pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e altamente capacitada para a realização de cirurgias deste tipo.

Para saber mais detalhes sobre esses procedimentos, entre em contato com a VidaBemVinda e agende a sua consulta.

Compartilhe este post

Artigos relacionados