31 de jan de 2022

Quando Fazer Cirurgia de Endometriose?

Compartilhe este post

Muitas mulheres que vão fazer uma fertilização in vitro se perguntam se devem ou não fazer uma cirurgia de endometriose (caso elas tenham essa doença inflamatória) antes da FIV.  Esse é um tema muito debatido e ainda não há uma regra universal, pois apenas em alguns casos o procedimento cirúrgico é indicado, enquanto em outros não é necessário. 

 

Neste artigo, vamos explicar porque e quando a cirurgia é recomendada e mais detalhes sobre o procedimento. Acompanhe!

 

Devo fazer a cirurgia de endometriose antes de fazer a FIV?

 

As mulheres com endometriose podem ter uma taxa de gravidez menor na fertilização in vitro do que as mulheres com outros fatores de infertilidade. Isso pode estar relacionado a:

 

  • menor recuperação de óvulos na punção/aspiração folicular, que é a coleta dos óvulos após a estimulação ovariana;
  • menor taxa de fertilização dos óvulos,
  • menor taxa de implantação do embrião.

 

Sendo assim, parece lógico imaginar que o tratamento cirúrgico da endometriose antes da FIV pode melhorar as chances de gravidez, certo? No entanto, a cirurgia de endometriose não é indicada puramente pensando na taxa de sucesso da fertilização, mas sim quando a paciente apresenta muitos sintomas da doença, entre eles: 

 

  • cólicas menstruais fortes;
  • dor durante as relações sexuais;
  • dor e dificuldade para evacuar e urinar.

 

Outra situação em que a cirurgia de endometriose é indicada é quando os casais que já fizeram a fertilização in vitro não engravidaram. Nesse caso, se a paciente tem a doença, a cirurgia com retirada dos focos de endometriose poderia aumentar as chances de sucesso na próxima tentativa de FIV. 

 

Após quantas falhas de FIV deveríamos pensar na cirurgia? Essa é uma pergunta que deve ser respondida de forma muito individualizada, mas, em geral, pelo menos devemos pensar e discutir essa opção após 2 falhas.

 

Existem alguns casais que já têm embriões congelados, devido a uma fertilização in vitro, e pensam em operar antes de transferir esses embriões. Pode ser interessante para as pacientes com dores, mas não temos evidências científicas claras mostrando que a cirurgia melhoraria a receptividade endometrial do embrião e poderia aumentar as chances de sucesso. É algo que novos estudos devem responder com o tempo.

 

Há vários tratamentos possíveis para a infertilidade e com boas taxas de gravidez. É muito importante conversar com o ginecologista que lida com a doença e ver os objetivos e sintomas da paciente, avaliando sempre os riscos e benefícios, tanto da cirurgia quanto da fertilização in vitro.

 

Qual é a cirurgia indicada para endometriose?

 

Na VidaBemVinda, o médico especialista avalia individualmente cada caso, e quando observa que a cirurgia trará mais benefícios, então o procedimento é recomendado. 

 

Atualmente, o procedimento mais realizado é a videolaparoscopia e cirurgia robótica Essa técnica de cirurgia minimamente invasiva é feita através de pequenas incisões ─ de 5 a 12 milímetros ─ no abdome, com trocartes, que são tubos delicados, e insuflamos gás carbônico para expandir a cavidade abdominal. 

 

Também é usado uma ótica com câmera que permite a visualização de todos os órgãos da região para realizar o procedimento. Com o avanço da tecnologia, é possível fazer a cirurgia robótica, ou seja, a laparoscopia ginecológica com assistência de braços robóticos.

A endometriose é uma doença complexa, e por vezes silenciosa, mas que representa uma dificuldade para as pessoas que desejam engravidar. Quer saber mais sobre o tema? Conheça tudo sobre endometriose

Compartilhe este post

Artigos relacionados