21 de maio de 2014

Corro o risco de sofrer um aborto espontâneo?

Compartilhe este post

Dificilmente pensamos ou discutimos sobre isso. Porém, o aborto espontâneo é bem comum, atingindo cerca de 20% das gestações. Mas, o que é e quais são os sinais de um aborto espontâneo?

O aborto (ou abortamento) espontâneo é a perda espontânea de uma gravidez nas primeiras 20 semanas. Este é o tipo mais comum de perda gestacional. Especialistas acreditam que os números reais são ainda maiores do que as estatísticas, podendo atingir cerca de 40% de todas as concepções, pois há muitas mulheres que abortam antes mesmo de saberem que estavam grávidas.

Conheça as causas:

É muito importante que você não se culpe por um aborto espontâneo, pois a causa mais comum está relacionada a questões genéticas do próprio embrião, incompatível com o desenvolvimento. Porém, é importante que você fique atenta aos fatores de risco que aumentam consideravelmente as chances de um aborto espontâneo:

– Uso de drogas, principalmente cocaína;
– Tabagismo;
– Excesso de bebidas alcoólicas;
– Trauma materno, como um acidente de carro;
– Distúrbios hormonais, como insuficiência lútea (baixos níveis de progesterona);
– Alterações anatômicas, como miomas, septos e pólipos uterinos;
– Idade materna avançada: acima de 35 anos, os riscos de malformações aumentam;
– Doenças crônicas, como diabetes não controlada, lúpus ou doenças da tireoide.

Quais são os sintomas do abortamento?

Pequenos sangramentos no início da gravidez são bastante comuns, mas nunca devem ser considerados normais e sempre merecem um contato com o seu obstetra para avaliação. Embora a presença de manchas de sangue nem sempre indique um aborto espontâneo, é um sinal de que algo de anormal pode estar acontecendo na gravidez.

Algumas mulheres podem abortar sem apresentar nenhum dos sintomas, mas é bom que você conheça alguns deles, que podem ir além dos sangramentos:

– Cólicas leves, moderadas ou fortes;
– Dor nas costas e região lombar;
– Fim repentino de sintomas da gravidez, como náuseas ou vômitos;
– Sangue com coágulos.

É possível evitar um aborto espontâneo se os sintomas forem rapidamente diagnosticados?

Infelizmente, não há nenhuma maneira de parar um aborto espontâneo uma vez que ele tenha início. No entanto, caso seja identificado, é muito importante que você seja examinada pelo seu médico para prevenir possíveis hemorragias e/ou infecções.

Quando posso tentar outro bebê depois de um aborto espontâneo?

O seu médico pode recomendar que você espere certo tempo antes de tentar engravidar novamente, principalmente, nos casos em que houve alguma complicação, como hemorragias e infecções. Se o médico não lhe disser nada a respeito, não hesite em perguntar. Na maioria dos casos, seu corpo poderá estar pronto para uma nova gravidez no próximo ciclo menstrual. E saiba que a maioria das mulheres que sofre um aborto espontâneo pode ter uma gravidez saudável.

Compartilhe este post

Os comentários estão desativados.

Artigos relacionados