25 de ago de 2021

Como Ter Uma Gravidez Tardia Saudável?

Compartilhe este post

Existem definições diferentes do que seria considerada uma gravidez tardia, na perspectiva médica. No entanto, no geral, a partir dos 40 anos a gravidez é classificada como tardia.  

Veja neste artigo algumas dicas de como se preparar para o período gestacional e os cuidados especiais que esse contexto particular necessita. 

O que seria uma gravidez tardia? Existe limite de idade para engravidar?

Como dito anteriormente, a gravidez tardia consiste na gestação da mulher a partir dos 40 anos, podendo variar a idade de classificação de especialista para especialista. 

Devido a esse termo, algumas pessoas acreditam que exista uma idade limite para engravidar. No entanto, em tese, isso não existe. O que ocorre é um processo natural do corpo, que acaba tornando as chances de uma concepção menores, pois com o passar dos anos a qualidade e quantidade dos óvulos diminui. 

Além disso,  os riscos de  complicações para a mãe e para o bebê podem aumentar nessa situação. No entanto, quando a mulher em uma idade mais avançada engravida, a gestação pode transcorrer também sem nenhum problema. 

Quais são os cuidados necessários para uma gravidez tardia?

Se tratando de cuidados gestacionais, o principal diferencial de uma gestação entre os 20 e 30 anos de idade, com uma gestação após os 40 é a necessidade de maior cautela, pois é considerada uma gravidez de risco. 

Porém, um bom acompanhamento pré-natal e cuidados adequados podem fazer diferença para ocorrer uma gravidez tardia saudável. Veja a seguir algumas recomendações que podem fazer diferença nesta situação:

Cuide da alimentação

Uma alimentação rica em nutrientes, vitaminas e minerais é fundamental para qualquer fase da vida.  Na gravidez, uma dieta adequada em quantidade e qualidade faz muita diferença para evitar intercorrências clínicas para a mãe, como hipertensão arterial e diabetes gestacional, assim como para levar um bom desenvolvimento e crescimento do feto. 

Pode ser  recomendado um acompanhamento nutricional, para que todas as necessidades energéticas sejam supridas e tanto a mãe como o filho possam estar saudáveis até o parto. 

Pratique exercícios físicos

Depois dos 40 anos, pode ser que o corpo físico já sinta certa  perda de massa muscular e  de força. Então é muito bom que a mulher se exercite ao longo da gravidez para manter sua musculatura boa para aguentar os quilos que inevitavelmente devem subir na balança, além de contribuir com seu bem estar geral. 

Praticar exercícios regularmente ajudará no fortalecimento de todo o corpo e principalmente do assoalho pélvico, o que será muito importante para o nascimento e o pós-parto, além da sustentação do bebê durante a gravidez.

Vale lembrar que evitamos os exercícios com risco de impacto e queda, e que a intensidade não pode ser intensa para não haver prejuízo da circulação sanguínea para a placenta. 

Se você estiver planejando uma gravidez depois dos 40, é primordial o autocuidado e a manutenção da saúde física e emocional, pois são aspectos que irão influenciar diretamente no bem estar da mulher e do bebê na gestação. 

Agora que você já sabe como ter uma gravidez tardia saudável, conheça as técnicas utilizadas pela VidaBemVinda para a preservação da fertilidade feminina com o congelamento de óvulos. 

 

Compartilhe este post

Artigos relacionados