18 de jan de 2022

Como Funciona O Procedimento Para Fertilização In Vitro

O procedimento para fertilização in vitro é alternativa para mulheres que enfrentam desafios reprodutivos conquistarem o sonho da maternidade. Veja o passo a passo desse tratamento!

Compartilhe este post

É bastante comum que casais tenham algum tipo de dúvida ou sejam mais cautelosos em relação ao procedimento para fertilização in vitro. Muitos pensam que se trata de um tratamento longo e complicado.

Por isso, a VidaBemVinda elaborou este artigo para te dar mais tranquilidade. Entenda como funciona a fertilização in vitro!

O que é o procedimento para fertilização in vitro?

O procedimento para fertilização in vitro se trata da junção de um óvulo com um espermatozoide em um laboratório (in vitro), fora do sistema reprodutivo feminino (in vivo).

Usualmente esse tratamento acontece em dois ciclos menstruais distintos e as pacientes podem continuar com suas rotinas de trabalho quase normalmente.

O passo a passo da fertilização em laboratório

Na VidaBemVinda, o tratamento de fertilização in vitro é realizado em quatro fases:

  • estimulação ovariana;
  • aspiração folicular;
  • desenvolvimento do embrião formado;
  • transferência embrionária.

Veja mais detalhes de como esse procedimento é realizado!

Pré-tratamento

Nesta fase são feitos exames clínicos e laboratoriais para saber se a saúde da paciente está em dia.

É recomendado que a mulher já comece a se preparar para a fertilização in vitro, organizando sua agenda para a realização de consultas médicas periódicas e aplicação das medicações. Além de manter hábitos saudáveis de vida com atenção aos pilares da saúde:

  • alimentação;
  • exercícios físicos;
  • sono;
  • cuidado com o estresse.

Fase 1 — estimulação ovariana

Essa fase consiste na estimulação dos ovários, fazendo com que os folículos cresçam e os óvulos neles contidos amadureçam.

O processo é realizado através de medicações injetáveis, que podem ser realizadas pela própria mulher.

Durante essa etapa é necessário utilizar alguma estratégia para evitar a ovulação precoce. Ela acaba quando realizamos o pico do hormônio LH, que induz a maturação final dos óvulos.

Fase 2 — aspiração folicular

Aqui, a paciente é submetida a uma sedação para dormir e não sentir nenhum incômodo. Não é necessária a internação em hospital geral, apenas em centros cirúrgicos especializados em reprodução humana, recebendo alta no mesmo dia.

No caso da VidaBemVinda, esse procedimento é realizado no LabForLife, que conta com centro cirúrgico e laboratório de embriologia.

Fase 3 — desenvolvimento do embrião formado

Depois de coletar os óvulos, eles são fecundados no mesmo dia com o sêmen. Após a fertilização, a equipe de embriologia acompanha o desenvolvimento e amadurecimento dos embriões para depois realizar a transferência embrionária.

Fase 4 — transferência embrionária

A transferência embrionária consiste em colocar o embrião já maduro e desenvolvido dentro do útero da mulher. Esse procedimento não exige nenhum tipo de anestesia e não costuma gerar desconfortos.

Também é possível optar pelo congelamento do embrião. Vale ressaltar que, de acordo com o Conselho Federal de Medicina, a paciente pode realizar a fertilização in vitro até os 50 anos de idade.

Para que o procedimento de fertilização in vitro seja bem-sucedido e o sonho da chegada do bebê possa ser realizado, é muito importante se atentar a correta escolha da clínica de reprodução humana.

A VidaBemVinda oferece atendimento personalizado e humanizado, prestando todo o apoio aos seus pacientes. Ainda contamos com um corpo clínico de alta qualidade técnica, sendo todos os médicos formados pelas mais conceituadas faculdades de medicina do Brasil.

Entre em contato com a nossa equipe de atendimento para agendar uma consulta e iniciar a sua jornada de tratamento!

Compartilhe este post

Artigos relacionados